COLUNA FATO'S

04/10/2019 - Basta

Basta
Basta!
Em tempos que se busca uma convivência harmoniosa, há de se refletir vários aspectos contrários à essa situação, muitas vezes praticados por violência.
Violência psicológica é a forma mais subjetiva de agressão por palavras e atitudes e podem ferir auto estima causando danos irreparáveis. Esse tipo de violência no geral precede uma agressão física, e muitas vezes pode estar disfarçadas em atitudes e palavras que o próprio agredido não reconhece, como determinação do modo como vestir/pensar/comer/expressar, críticas para tudo que se faz, desqualificação das relações estabelecidas, xingamentos, crítica ao corpo considerando “Brincadeira”, chantagem,  e ameaça.
A violência psicológica é crime está na Lei Maria da Penha, art. 7 “constrangimento, ridiculariza ação, perseguição, entre outras ações causadores de danos emocionais”.
Quem sofre esse tipo de violência pode desenvolver quadros associados a depressão, ansiedade e pânico, doenças psicossomáticas, prejuízo nas funções cognitivas, dificuldade de concentração levando até ao Suicídio/ assassinato, e  uso de drogas.
Depois de identificado sinais, é preciso buscar ajuda profissional, resgatar a auto estima, e ter coragem de denunciar/abandonar o agressor.
É importante não ter medo do futuro, do julgamento das pessoas.
Espero que esta reflexão contribua para a construção de um mundo sem violência!

COMPARTILHAR:

PSICOLOGIA, Universidade de Franca, 2003. FORMAÇÃO EM POLITICAS PUBLICAS E ESTRATÉGIAS, ADESG, 2007. POS GRADUAÇÃO PSICOPEDAGOGIA, UNIVERSIDADE DE FRANCA 2010. POS GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA DO TRANSITO, setembro 2011. RÁDIALISTA, DIRETORA DA RÁDIO VIDA NOVA FRANCA

Sobre a Coluna


nossanoite.com.br - 2002 - 2015 - Todos os direitos reservados desenvolvido por Alsite