NOTÍCIAS

Motorista presta depoimento e nega ter bebido no dia da tragédia 11/12/2015
Acompanhado de um advogado, o jovem de 24 anos que dirigia o carro na madrugada de 31 de outubro, na tragédia do Parque Francal, prestou depoimento no 4º distrito policial. 

O rapaz ficou por mais de meia hora no interior da delegacia e conversou o com o delegado Dalmo Matheus Polo. Segundo a polícia, o motorista negou ter ingerido bebida alcoólica e afirmou não se recordar de que velocidade estava no momento do acidente que matou três jovens
A respeito das imagens de câmeras de segurança de uma padaria que mostram o motorista e as amigas, minutos antes do acidente, o jovem afirmou que nãos e lembra das horas que passou no local. 

As imagens mostraram o motorista ingerindo uma bebida, que é semelhante a cerveja. Após o acidente, não foi realizado nenhum exame no rapaz que pudesse comprovar a existência de álcool no sangue. 

Após o depoimento, o jovem foi liberado, mas acabou sendo indiciado no crime de homicídio doloso (com intenção), uma vez, segundo a polícia, que assumiu o risco de um acidente ao conduzir o veículo em alta velocidade. 

Os laudos da pericia mostraram que o carro estava a 100 Km/h, o advogado de defesa do motorista afirma que não há fundamentos necessários para enquadrar seu cliente no crime de homicídio doloso. 

Com o depoimento do rapaz em mãos, o delegado Dalmo Polo deverá encerrar o inquérito e encaminhar a justiça. A decisão sobre uma possível punição ao motorista ainda não tem data para acontecer, até lá, o jovem ficará em liberdade, caso seja condenado, poderá pegar de 6 a 20 anos de reclusão. 

FONTE: francanoticias.com.br

nossanoite.com.br - 2002 - 2015 - Todos os direitos reservados desenvolvido por Alsite