NOTÍCIAS

Vacinação contra pólio é adiada para setembro 07/07/2016
A Campanha Nacional contra a paralisia infantil será realizada no mês de setembro e terá algumas mudanças. Em vez de imunizar todas as crianças entre seis meses e 5 anos com a tradicional gotinha, a proposta é vacinar só o grupo desta faixa etária que não está com o esquema vacinal completo. 

Ao todo, são cinco doses, três injetáveis que devem ser aplicadas aos dois, quatro e seis meses de vida. Já a “gotinha” deve ser dada como reforço, aos 15 meses e aos quatro anos. De acordo com o Ministério da Saúde, só quem não estiver com esse esquema completo deve receber uma dose no posto, no dia da campanha. 

A pasta informa que a mudança na indicação da vacina atende recomendação da Organização Mundial da Saúde. A meta é acabar com a gotinha até 2020, de forma gradual. A vacina contra pólio injetável é recomendada por ser mais segura. É que ela é produzida com vírus morto. A Sabin usa um vírus atenuado, que traz um risco, muito raro, de a criança desenvolver a doença, chamada de pólio vacinal.
FONTE: francanoticias.com.br

nossanoite.com.br - 2002 - 2015 - Todos os direitos reservados desenvolvido por Alsite