NOTÍCIAS

Jovem de 28 anos e filha de três meses foram estupradas em Franca 04/06/2016
A Policia Civil esta investigando um caso de estupro cometido contra uma jovem de 28 anos e sua filha, um bebê de apenas três meses. A agressão aconteceu no dia 1 de junho, mas com medo, a jovem procurou a polícia na tarde da última quinta-feira e depois de relatar a agressão praticada por dois homens, foi encaminhada a exames de corpo de delito. 

Em depoimento à polícia, a mulher de 28 anos informou que na última terça-feira por volta das 15hsm estava a caminho da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), para prestar depoimentos. Ela carregava no colo sua filha de apenas três meses. Antes de chegar a delegacia, a jovem relatou que viu um colega de seu ex-marido e ficou com medo pois já teve um desentendimento com o indivíduo. 

A mulher correu e alguns quarteirões a frente um motorista que estava em uma perua Kombi lhe ofereceu ajuda e ela entrou no veículo, mas foi surpreendida no momento em que o amigo do ex companheiro também entrou na Kombi. O homem passou a agredi-la com socos no rosto e chegou a tirar a fralda da criança e antes que pudesse abusar sexualmente da bebê, foi impedida pela mãe que gritou para que não fizesse nada de mal com a filha dela. Neste momento, os dois ocupantes da Kombi iniciaram a agressão sexual contra a jovem de 28 anos. 

A criança foi deixada no banco da Kombi e chegou a cair o que ocasionou um ferimento na região da cabeça. Depois do estupro, a mulher foi deixada na rua e os agressores ainda a ameaçaram, dizendo que tudo aconteceu porque ela denunciou o ex-marido que acabou sendo preso. Os homens prometeram voltar e mata-la caso contasse o acontecido a alguém ou registrasse a ocorrência. Na noite de quinta-feira, a mulher decidiu procurar o plantão policial e registrar o fato. 

A vítima apresentava lesões no rosto e marcas de queimaduras de cigarros, provocada pelos agressores durante a violência sexual. A criança também apresentava lesões na cabeça, devido a queda no interior do veículo. Mãe e filha foram encaminhadas a Santa Casa onde passaram por exames de corpo de delito. O resultado será entregue a Polícia Civil. A ocorrência foi encaminhada a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), que deverá ouvir um novo depoimento da vítima e provavelmente solicitar a proteção a mulher que foi ameaçada de morte. 

FONTE: francanoticias.com.br

nossanoite.com.br - 2002 - 2015 - Todos os direitos reservados desenvolvido por Alsite