NOTÍCIAS

Bandidos explodem e roubam carro forte 06/04/2016
Bandidos fortemente armados roubaram um carro forte na manhã desta quarta-feira (6) na Rodovia Anhanguera, próximo a cidade de Luiz Antônio. Um funcionário da empresa de transporte de valores e um caminhoneiro que passava pelo local no momento da ação foram baleados. Era por volta da 9hs quando a quadrilha atacou o carro forte na altura do quilômetro 266 da Rodovia Anhanguera. Antes de atacar o carro forte, os bandidos renderam o motorista de um caminhão e utilizaram o veículo dele para bloquear as duas faixas da rodovia. Assim que o carro forte se aproximou, os bandidos efetuou disparos de armamento de grosso calibre. 

Os seguranças do carro forte revidaram a ação e também efetuaram disparos. O motorista do carro forte foi atingido na perna e perdeu o controle do veículo, parando no canteiro central da pista. O bando armado conseguiu explodir o cofre do caminhão e roubou o dinheiro que estava armazenado. Durante a troca de tiros, o caminhoneiro que foi feito refém também acabou sendo atingido. Logo após conseguirem pegar os malotes com o dinheiro, o bando fugiu em um veículo tomando sentido a capital. 

Varias unidades da Polícia Militar e Polícia Rodoviária foram mobilizadas para tentar localizar os assaltantes. O carro utilizado por eles na fuga foi encontrado incendiado em um canavial, próximo a cidade de Santa Rita do Passa Quatro. O funcionário da empresa de valores, um jovem de 27 anos e o caminhoneiro que foram baleados, receberam atendimento médico em um hospital de Ribeirão Preto. 

Local perigoso

A ação registrada na manhã de quarta não foi um fato isolado na região. No mesmo local outros assaltos já foram registrados contra carros que transportam valores. Os bandidos aproveitam a boa visualização da pista. Por ser um trecho de uma reta muito extensa, a ação dos bandidos fica facilitada pois eles conseguem ter ampla visão de uma possível aproximação de viaturas policiais.  A área onde aconteceu o roubo ainda conta com uma faixa de sombra em sinais de transmissão celular, o que deixa as vítimas sem condições de solicitar ajuda. 


FONTE: francanoticias.com.br

nossanoite.com.br - 2002 - 2015 - Todos os direitos reservados desenvolvido por Alsite