COLUNA ESPORTES

20/05/2016 - Formula 1 - Sempre com sua genialidade!!

O Brasil anda carente de pilotos campeões de Fórmula 1, as vezes com pilotos bons e com equipes inferiores e outras vezes com equipes fortes e com pilotos com azar ou mesmo faltando um pequena dose de competência tanto em sua pilotagem ou mesmo na politicagem dentro dos times, dando prioridades a pilotos com potencial ou com maior apoio financeiro.

Isso fez com que a detentora dos direitos de cobertura que é a Rede Globo, a cada dia dando menor atenção as coberturas das corridas, deixando de transmitir treinos ao vivo, se limitando apenas a transmitir depois de iniciado o Q3 e ainda nos últimos minutos. Além evidente de levar sua equipe em poucos locais do mundo e fazendo péssimas transmissões em estúdio, não tendo foco e errando em comentários absurdos chegando a ponto de vibrar com um replay e não tendo esta percepção. Com isso não transmite ao seu público um retrato fiel de uma corrida de automobilismo

Em um ano com várias estrelas com títulos mundiais nas pistas, evidente com destaque para o talentoso Sebastian Vettel (Ferrari), inspirado em seu ídolo também alemão e um dos maiores pilotos do mundo Michael Schumacher, mas são poucos com condições de vencer devido o diferencial de carros e investimentos e este ano novamente liderado pela Mercedes com seus dois pilotos, um com sua extrema vaidade chegando a atrapalhar sua concentração pelo encantamento extras pistas e o outro filho do grande e arrojado finlandês Keke Rosberg.

Mas a genialidade da Fórmula 1 sempre nos trazendo grandes surpresas, com o rebaixamento (inédito) do Kvyat para a mediana Toro Rosso, entra em seu lugar nada menos que o holandês (ou seria Belga?) Max Verstappen, filho do corredor Jos Vertstapp, e com apenas 18 anos de idade e a primeira corrida em equipe de ponta como a Red Bull que sempre com excelente trabalho do seu diretor Christian Horner, que ja trabalhou muito com Vettel, conquista sua primeira vitória na Fórmula 1, evidente que contando com os erros dos pilotos da Mercedes saindo juntos logo na primeira volta

Esse é o típico caso citado acima, de um bom piloto que tem muito a acrescentar a Fórmula 1 que estava em equipe sem expressão. É apenas o início de um jovem promissor que com este feito ja incendiou a Holanda, fato que não ocorria desde os finais dos anos 90 com Arie Luyendyk na fórmula Indy, a ponto de ja cogitar para o ano que vem a volta da Fórmula 1 no calendário oficial da categoria.

Uma grata surpresa com a genialidade deste piloto....

Por Luiz André

COMPARTILHAR:

Páginas:

  • 1
  • Sobre a Coluna

    Sejam bem-vindos a nossa Coluna de Esportes, espaço destinado aos debates atuais do mundo dos esportes com uma mistura de humor e seriedade. Toda semana novas colunas publicadas. Obrigado pela visita!


    nossanoite.com.br - 2002 - 2015 - Todos os direitos reservados desenvolvido por Alsite