COLUNA BLOG TILT

31/10/2016 - 05 Motivos Para Jogar “Heroes of the Storm”

Salve galera!

Para quem ainda não conhece, “Heroes of the Storm” é o game do gênero MOBA (Multiplayer Online Battle Arena) da “Activision Blizzard”. Lançado oficialmente em 02 de junho de 2015, o game já conta com mais de cinquenta personagens jogáveis, uma dezena de campos de batalha e, certamente, mais de uma centena de estratégias possíveis.

Porém, por ainda ser um “novato”, a sensação que se tem é que a comunidade do game é pequena se comparada à de outros jogos do gênero. Estamos aqui, portanto, para mostar aos nossos leitores porque eles devem se juntar à referida comunidade, que merece todo o prestígio, seja pela qualidade do game ou pela simpatia dos gamers. Vamos nessa?


1 – É o MOBA criado pela empresa que, indiretamente, criou o gênero: O primeiro MOBA de que se tem notícia chama-se “Aeon of Strife” (AoS), e nada mais é do que um mapa customizado do jogo “Starcraft”. O MOBA que serviu para popularizar o game chama-se “Defense of the Ancients” (DotA), que por sua vez é um mapa customizado de “Warcraft III”. Ou seja, o primeiro MOBA, bem como o MOBA que serviu para popularizar o gênero, foram criados tendo por base jogos da “Activision Blizzard”. Em outras palavras, a empresa criadora de “Heroes of the Storm” participou, ainda que indiretamente, da criação do gênero. E quem melhor para levar à perfeição um produto do que quem criou sua estrutura inicial?

2 – A chance de jogar um MOBA com velhos (e novos) conhecidos: A “Activision Blizzard” é responsável pela criação de diversas propriedades intelectuais, que atingiram patamares elevadíssimos de reconhecimento entre os gamers, e até mesmo entre pessoas fora do meio. Os três maiores exemplos são os já citados “Starcraft” e “Warcraft”, em conjunto com “Diablo”. Alguns MOBAs já foram criados na tentativa de transportar personagens conhecidos para o gênero, porém, nenhum atingiu o objetivo de forma tão magistral. Afinal, é muito mais prazeroso jogar um MOBA com uma personagem com a profundidade de uma “lore” que vem se desenvolvendo por anos a fio do que com uma completa desconhecida.


3 – Partidas rápidas: Uma das grandes reclamações daqueles que estão iniciando no gênero MOBA é a duração das partidas. Raramente se joga uma partida com menos de 30 minutos, sendo que às vezes as partidas podem chegar à marca dos 90 minutos. Em “Heroes of the Storm”, partidas com mais de 30 minutos são a exceção, e por essa razão, é muito mais fácil organizar um tempinho para conhecer o game ou jogar aquela partida antes do merecido descanso.

4 – Valorização do trabalho em equipe: “Heroes of the Storm” apresenta um sistema de experiência compartilhada em equipe, ou seja, todos os personagens da equipe atingem o mesmo nível simultaneamente. Isso afasta jogadores individualistas, que tendem a ser tóxicos por se considerarem superiores aos demais. É lógico que toda comunidade tem suas maçãs podres, mas é com segurança que afirmo que os abusos verbais, “rage quits” e “feeds” intencionais são bem mais raros em “HotS” do que nos demais MOBA’s do mercado.



5 – Exclusão de mecânicas demasiadamente complexas: Na maioria dos MOBA’s presentes no mercado, é necessário a memorização de diversas “builds” para que você possa ser considerado um jogador ao menos razoável. Isso sem contar o famigerado “last hit”, que nada mais é do que uma falha na engine do “Warcraft III” transportada para todos os MOBA’s que nele se basearam. A “Activision Blizzard” simplifica estas questões, excluindo de vez o “last hit” e os itens, trabalhando a progressão das personagens por meio de árvore de talentos facilmente memorizável. Isso ajuda os jogadores casuais a se divertirem sem compromisso, sem deixar de apresentar certo desafio em seu domínio pelos jogadores mais experientes.

Concluindo: “Heroes of the Storm” simplifica o gênero MOBA sem banalizá-lo, divertindo os jogadores casuais e atraindo os competitivos, trabalhando em um crescimento afastado da toxicidade das demais comunidades dos jogos do gênero. Se você ainda não joga, ou sequer conhecia o game, não perca a chance experimentar!

Hasta!

COMPARTILHAR:

Páginas:

  • 1
  • O Blog Tilt é um coletivo de ideias, informação e cultura, formado por garotos apaixonados pelos diversos aspectos da cultura nerd/pop, que compartilham suas criticas e opiniões sobre cinema, tv, games, literatura e tudo que envolva este universo. Além de participar dos principais eventos da região.

    Site: http://tilt.blog.br

    Fanpage: fb.com/blogtilt

    Sobre a Coluna

    Análises, notícias e dicas para todos os que apreciam cinema, televisão, games, literatura, cobertura de eventos, entre outros assuntos do universo nerd.


    nossanoite.com.br - 2002 - 2015 - Todos os direitos reservados desenvolvido por Alsite